Sistemas de Gestão e o Transporte de Cargas

O mundo da informação está em constante evolução, parece até uma máquina viva dentro das empresas, das organizações.
Foi-se o tempo em que aceitava-se tomar decisões sem base de dados atualizada, o tempo em que todos seguiam uma direção apontada por alguém que também estava no escuro.

No cenário atual, há um desejo mais forte de se tomar decisões analisando o futuro, prospecções planas de algo que está por acontecer. Tamanha mudança de perspectiva esta, que coloca os profissionais da área de TI numa árdua tarefa de oferecer ferramentas que atendam as expectativas dos clientes, e de sua própria equipe. Acompanhar as mudanças, melhorias, as novidades destas ferramentas tornou-se por si só um desafio.

Apesar do enfoque deste blog estar voltado ao transporte de cargas, nós da área de TI, interagimos com todos os demais departamentos. Quando se fala em sistema de transporte, é comum pensarmos apenas nas ferramentas de gestão das cargas, dos veículos, dos motoristas, do depósito, da frota ou agregados e carreteiros. É uma visão distorcida da realidade atual do transporte. Quem ainda pensa que fazer sistema para transporte, é apenas isto, corre o risco de ser violentamente arremessado para fora do mercado.

Diante do cenário descrito acima, concluímos que as exigências vão muito além da simples gestão da operação de transporte ou da frota. Quando emite-se um conhecimento de transporte, por exemplo, ocorrem registros de informações no departamento fiscal, no contábil, no financeiro.

Software para o transporte pode ser um dos mais complexos de se gerenciar, mediante o grande volume de dados e de mercadorias que trafegam dentro da empresa, mercadorias de terceiros, toda a rastreabilidade e informações envolvendo cada mercadoria, dados para satisfazer interesses e necessidades hora da transportadora, hora dos clientes.

Então nos perguntamos: Que sistema é melhor para gestão do negócio de transporte? A resposta é simples: O melhor sistema para o transporte é àquele que oferece todas as ferramentas integradas. É comum em empresas menores, a terceirização da contabilidade, da apuração da folha de pagamento, da apuração fiscal. Mas este é o calcanhar de Aquiles para as médias e grandes empresas.
Informações não integradas estarão desintegrando a qualidade de gestão do negócio. As informações estarão truncadas em todos os locais, em vista, volto a dizer, do grande volume de informações que são diariamente processadas em uma empresa de transportes.

Não faltarão exemplos, relatos, histórias, conversas, que mostrem cada facilidade ou dificuldade encontrada pelo simples uso adequado ou inadequado das ferramentas de sistema. A informação é o bem mais valioso da empresa. Você confiaria numa informação corrompida, truncada, simplesmente incompleta? Eu também não.

A empresa que tiver em mãos o melhor software, alienado com um bom serviço, poderá ser sem sombra de dúvidas, a melhor empresa. As decisões poderão ser tomadas com base em informações confiáveis. Se a sua empresa não está sendo a melhor, pergunte-se sobre o software que você utiliza para administrá-la. O software pode não ser definitivo, é certo que não pode ser irrelevante.